.Fronteiras do Pensamento

05/08/2008 · 02:45
De ficção e realidade
Os psicanalistas Jurandir Freire Costa e Contardo Calligaris mostraram como uma se apropria da outra
Tamanho da Letra
Texto: Lia Luz

Os psicanalistas Jurandir Freire Costa e Contardo Calligaris foram os palestrantes do Fronteiras do Pensamento Copesul Braskem 2008, evento apoiado pela Unisinos, da noite de segunda (4/8), no Salão de Atos da Ufrgs. O primeiro viajou pela obra de dois autores para repensar o bem e o mal, na palestra A transcendência ética na modernidade e na contemporaneidade: de Graham Greene a Philip K. Dick. Já o outro falou de marcianos e amazonas, fez a platéia rir e, após, deixou-a boquiaberta ao abordar o tema A ficção como linha de conduta para inventar a vida.

Nesta sociedade dita pós-moderna, em que, segundo muitos pensadores, perdemos a bússola do agir correto, ambos os autores escolhidos por Freire Costa representam bem a questão dos valores éticos e apontam que o bem é singularizado. A forma como Greene mostra isso é por meio do amor romântico, que é de carne e osso e tem uma face. Já Dick o demonstra a partir dos andróides, considerados maus por representarem o universal, negando a singularidade, e por não saberem fazer exceção.

Mas como saber se esse bem singular é, de fato, o bem? A partir de nossa herança greco-judaica-cristã”, salientou Freire Costa, ao término de uma apresentação bastante densa e aculturada, de difícil compreensão para muitos dos presentes.

Acostumado à mídia, Calligaris apresentou uma palestra bem mais coloquial, fazendo o público divertir-se. Contou do temor recorrente da infância, de ser abduzido por marcianos que escolheriam justo a sacada de seu quarto como destino na Terra, entre outras histórias fantásticas, para explicar como nossa arte narrativa se confunde com nossa capacidade de viver.

“Viver bem é transformar o acontecido em experiência. É contar-se de maneira que nossa vida se baste. Que, a qualquer momento que olhássemos para trás, nossa vida nos parecesse ter sido uma boa história, uma aventura que valeu a pena ser contada e vivida”, finalizou.

Conheça os palestrantes
 
Contardo Calligaris




Psicanalista, doutor em Psicologia Clínica e colunista da Folha de S. Paulo, o italiano Contardo Calligaris já morou na Suíça, na França e nos Estados Unidos. Hoje vive e clinica entre Nova Iorque e São Paulo. Faz parte do corpo docente do Institute for the Study of Violence, em Boston. É autor de diversos livros e colunista do caderno Ilustrada, no qual aborda o comportamento do homem contemporâneo: relações entre homem e mulher, violência, adolescência, política, sexo e amor.

Jurandir Freire Costa





Autor de diversos livros, o pernambucano Jurandir Freire Costa formou-se em Medicina em Recife. Iniciou sua formação psicanalítica em Paris, no internato em Psiquiatria, e um trabalho em Etnopsiquiatria na École Pratique des Hautes Études. Membro do Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro e professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), no Instituto de Medicina Social (IMS), dedica-se a assuntos como a violência contra as minorias, psicoterapia de grupos, instituições psiquiátricas, identidade homoerótica e a transcendência como forma de subjetivação.



Mais Notícias

23/08/2013 · 16:27
Faleceu Padre Armando Marocco
24/05/2013 · 17:33
Questão ambiental
20/05/2013 · 14:21
Sustentabilidade e ética
06/05/2013 · 09:45
Fronteiras do Pensamento 2013
22/04/2013 · 10:26
Questões econômicas
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links