.Graduação

04/03/2005 · 16:15
Curta-metragem está em fase de finalização
Síndrome de Parrú foi produzido por alunos de Comunicação da Unisinos
Tamanho da Letra
Texto: Gabrieli Chanas


Luzes, câmeras e ousadia. A fórmula garantiu a alunos de Comunicação da Unisinos a realização de três filmes curta-metragem em pouco mais de um ano e meio. As produções, que contaram com a participação de atores da Rede Globo, já foram ao ar pela TV Unisinos e TVE e agora seguem para avaliação de um dos mais competentes diretores de tevê e cinema da atualidade: Jayme Monjardim, que dirigiu a minissérie A Casa das Sete Mulheres e o longa Olga.

O projeto, batizado de Surreal - A Mente Humana sem Limites, traz o tema parapsicologia em todas as três produções. A primeira, Mal de Sanderpyl, conta a história de uma família que tem sua rotina alterada quando a mãe começa a tratar uma boneca como se fosse uma criança real. Sua filha mais velha busca, então, o auxílio de um professor de Psicologia, vivido pelo ator Werner Schünnemann. Tudo muda mais uma vez quando a própria garota começa a ouvir pela casa o choro de um bebê.

O segundo curta-metragem, Caso Línbol, conta a história de uma estudante de Medicina que acusa um de seus professores de homicídio. O desenrolar dos fatos mostra, no entanto, que os fatos não eram exatamente como a aluna acreditava.

O terceiro e último curta do projeto Surreal se chama Síndrome de Parru e está em fase de finalização. O filme teve cenas gravadas na biblioteca da Unisinos e fala de uma praga indígena que se espalha, começando por uma grande biblioteca. O curta teve a participação das atrizes Daniela Escobar e Ingra Liberato, entre vários outros atores.

Convencer atores conhecidos a participar de um projeto produzido por universitários foi complicado. \"O começo foi difícil, mas depois fomos conseguindo a adesão de muitas pessoas. A Daniela Escobar, por exemplo, participou dos três curtas. Também trabalharam conosco Zé Vítor Castiel, o vocalista da banda Cidadão Quem, Duka Leindecker, Oscar Simch e o modelo Juliano Zanata, por exemplo. Tivemos que conciliar as gravações com as agendas dos atores, mas o esforço compensou\", destaca Pedro Foss, aluno do quarto semestre do curso de Jornalismo e um dos idealizadores do projeto.

O primeiro filme, Mal de Sanderpyl, representou a Unisinos no Gramado Cinevídeo, que ocorre paralelo ao Festival de Cinema de Gramado. A intenção dos estudantes é que a terceira produção, considerada por eles a melhor entre as três, também possa concorrer. Filmado em apenas dois finais de semana, Síndrome de Parru deverá ser lançado no Cine Sul São Paulo.

\"Agora vamos esperar pela opinião de um diretor experiente como Jayme Monjardim. Queremos que ele dê seu pitaco sobre nossos filmes\", revela Pedro. O projeto Surreal envolveu cerca de oito alunos por produção. O sucesso da jornada exigiu que todos desempenhassem várias funções ao mesmo tempo. \"Tivemos atores que nos ajudaram a carregar refletores de luz ou deram sugestões para melhorar o roteiro. Eu mesmo fui de tudo um pouco. Só não fui ator porque não gosto de aparecer no vídeo\", satiriza o diretor-roteirista-produtor Pedro Foss.

Os alunos envolvidos nas produções são Pedro Foss (Jornalismo), Vanessa Andara (Publicidade), Marcelo Conter (Publicidade), Alessandra Stieler (Publicidade), Felipe Moura (Jornalismo), Lizie Venegas (Jornalismo), Tales Bernardi (ULBRA), Veridiana Guterres (PUC), Delmar Ribeiro e Diossara Klein. Apoiaram o projeto TV Unisinos, TVE, MV Produtora, Marilyn Agency, Ford
Models e Agência Haddar.




Mais Notícias

10/01/2014 · 13:08
De Kikitos à Oscars
05/11/2013 · 13:22
Semana da Comunicação
08/08/2013 · 14:17
The dark side
26/06/2013 · 14:10
Piada de sucesso
14/05/2013 · 10:16
ComDigTALK
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links