.Graduação

16/06/2014 · 13:12
Premiados pela Bride Association
Alunos da Unisinos são escolhidos e agora fazem parte de renomada instituição de fotógrafos
Tamanho da Letra
Texto: Beatriz Sallet, coordenadora da graduação em Fotografia
Imagens: Arquivo Pessoal/ Wiliam e Ismael

Graduandos em Fotografia na Unisinos, Wiliam Perin e Ismael Steffen agora fazem parte de um seleto grupo de fotógrafos de casamento. Eles tiveram fotografias premiadas pela Bride Association, requisito para ingressar na instituição que reúne perfis de renomados fotógrafos de casamento do Brasil. Ao longo do ano, são oferecidos dois “rounds” e cada um deles premia apenas 20 fotos. O número representa pouco mais de 1% do total de imagens inscritas.

Ismael Steffen, 23 anos, adquiriu sua primeira câmera há pouco mais de três anos, e há dois atua profissionalmente com foco na fotografia de casamentos. “Para mim, fotografar casamentos é o que motiva a evoluir, pois ser responsável por contar histórias dos dias mais importantes dos casais se trata de um sentimento único. Para conseguir os melhores resultados, o máximo de emoção, é fundamental estar muito perto, não apenas fisicamente, mas sim se envolver com quem você está fotografando pois se não conseguir compartilhar do mesmo sentimento terá uma fotografia fria, apenas registros e isso vai completamente contra o que busco, que é fazer parte da história do casal.”


O prêmio, destaca Ismael, que já teve outra imagem de casamento escolhida, vem para afirmá-lo na fotografia: “Veio em um momento muito importante da minha carreira, em que realmente estou definindo um estilo de fotografia e uma identidade em minhas fotos. Isso me torna ainda mais crítico comigo mesmo e me força a evoluir a cada dia mais”.

Com apenas 20 anos, Wiliam Perin fotografa profissionalmente há três anos, dois deles trabalhando com casamentos. Ele cresceu no estúdio da família e aos 17 anos procurou se especializar, aprendendo a fotografar com os principais nomes do Brasil e do exterior, em workshops e congressos.



Para Wiliam, que diz ter conquistado o mercado com “linguagem fotográfica simples, inovadora e acima de tudo sincera”, é preciso traduzir sentimentos nas imagens. “Entender as pessoas, sentir o que elas sentem e fotografar da forma mais sensível e verdadeira. Não quero que quando as pessoas recorram aos seus álbuns, vejam apenas o quanto mudaram com o passar do tempo, quero que elas olhem aquelas fotos e sintam o mesmo que sentiram no momento em que o click foi feito”, sintetiza o fotógrafo, que pesquisou e descobriu ser o mais jovem integrante da Bride Association.

Wiliam afirma que a fotografia precisa ultrapassar a técnica: “A técnica fotográfica tem de ser tão intrínseca quanto o ato de movimentar-se. Você pensa em mexer o braço e simplesmente o mexe, sem nenhuma dificuldade.
E então, o espaço que era ocupado por esta preocupação passa a ficar ocioso. Aí vem o pulo do gato, ocupar este espaço percebendo coisas novas, se preocupando mais em sentir os noivos do que qual relação ISO/ velocidade/ diafragma vou usar na minha câmera e buscar algo além da fotografia puramente técnica”.

O fotógrafo comemora o prêmio: “Para mim, é uma honra e motivo de muita alegria ter uma foto premiada em uma associação tão renomada e crítica, e agora fazer parte dela como membro junto com grandes nomes da fotografia brasileira, que eu admiro muito”.


Mais Notícias

07/05/2014 · 15:20
Design brasileiro em NY
01/11/2013 · 16:00
Venha para o Fronteiras
02/10/2013 · 17:20
Clássicos do Rock
27/09/2013 · 16:00
Venha para o Fronteiras
18/09/2013 · 16:34
Inovação digital
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links