.Graduação

21/01/2011 · 10:31
Dois diplomas
Mãe e filha concluem juntas o curso de Arquitetura e Urbanismo
Tamanho da Letra
Texto: Samantha Gonçalves
Imagens: Maurício Montano


Todo universitário espera ansioso pela tão sonhada formatura. O futuro profissional e o desenvolvimento de atividades que nos agradam tornam esse dia ainda mais especial. Para Kátia Ortiz Grings, além de tudo isso, outro motivo fez com que sua conclusão de curso fosse mais importante e marcante: ela e sua mãe se formaram juntas.

Na sexta-feira (15/1), a família Grings teve comemoração em dose dupla. Elisabeth, com 58 anos, e sua filha, com 23, receberam o diploma do curso de Arquitetura e Urbanismo após percorrerem toda a trajetória da graduação juntas. Kátia ingressou no curso em 2005 e sua mãe retomou o que havia deixado para trás em 1976. “Fiz o vestibular no primeiro semestre de 2005 e quando descobrimos que eu havia passado, minha mãe resolveu voltar a estudar. Ela abandonou a faculdade em 1976 pela incompatibilidade de horários para conciliar com o trabalho e a família, pois, além da graduação, ela fazia um curso de decoração de interiores e já atuava no ramo”, explica.

O apoio de toda a família foi fundamental para a decisão de Elisabeth, que sempre sonhou em concluir o curso. O constante incentivo da filha e a sua entrada na universidade também fomentaram a motivação. Kátia, que desejava ser arquiteta desde criança, tem muito em comum com a mãe. “Nós duas somos apaixonadas por arquitetura. Respiramos arquitetura! Falávamos sobre isso o dia todo, em casa e na faculdade. Fazíamos os trabalhos e os projetos em dupla, uma ajudando a outra e discutíamos as ideias madrugadas inteiras”, destaca.

A boa aceitação dos colegas, a paciência e a dedicação dos professores facilitou bastante o percurso. Apesar de algumas dificuldades enfrentadas, como aprender a utilizar os programas de computador, Elisabeth acredita que o saldo da experiência foi positivo. “Passamos a conviver mais tempo juntas e nos tornamos mais companheiras uma da outra. Essa fase foi fantástica e proporcionou uma dupla felicidade para nós duas e para todos os nossos familiares”, exclama.

Kátia conta que estudava mais que sua mãe e que se preocupava mais com provas e trabalhos. Toda essa dedicação lhe rendeu frutos: ela ganhou, na formatura, a placa de melhor aluna, resultado das excelentes notas. Com muitos motivos para comemorar, a dupla, que idealizou a solenidade durante seis anos, causou comoção geral. No futuro, mãe e filha pretendem continuar a dobradinha que deu certo e, além de por em prática alguns projetos, a Pós-Graduação é uma alternativa que pode ser concretizada.

Mais Notícias

12/12/2013 · 16:24
A melhor escolha
23/07/2013 · 10:09
Formar cidadãos
12/07/2013 · 18:00
Retorno garantido
05/07/2013 · 17:48
Formatura em festa
22/06/2013 · 14:00
Relax
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links