.Inovação e Tecnologia

20/03/2014 · 09:49
Visita coreana
Representantes da maior organização de negócios da Coreia do Sul visitam a universidade
Tamanho da Letra
Texto: Regina Milbradt
Imagens: Aline Spassini


Com o objetivo de estreitar os laços entre Brasil e Coreia, a Unisinos recebeu na tarde desta quarta-feira (19/03), a visita de representantes da Korea International Trade Association. Durante o encontro, os coreanos liderados por Hyun Ho Ahn, receberam as boas-vindas do reitor, padre Marcelo Fernandes de Aquino e de representantes da Unisinos.


O pró-reitor acadêmico, padre Pedro Gilberto Gomes, destacou a importância de criar mais laços de cooperação e de intercâmbio com diversos países. “Poder apresentar o projeto da Unisinos e o Parque Tecnológico, mostra que o trabalho que estamos fazendo vem estreitar os nossos laços e melhorar o intercâmbio entre Brasil e Coreia”, ressaltou.

Durante a reunião, o diretor da Unidade de Apoio de Negócios e Relações Internacionais, Cristiano Richter, apresentou dados da universidade para a delegação e explicou a importância dos alunos vivenciarem a experiência de diferentes culturas, possibilitada pela parceria com as universidades da Coreia.


A diretora do Tecnosinos, Susana Kakuta, mostrou como funciona o maior Parque Tecnológico do Brasil. A gestora destacou as facilidades para novas empresas se instalarem no Tecnosinos. “Nós já realizamos dois encontros com a Kita aqui na Unisinos e esses encontros vêm acelerando o processo de inovação e de parceria conjunta das instituições. Muitas empresas coreanas têm vontade de vir para o Brasil e a Kita representa a nossa porta de entrada”, afirmou.

Kakuta ainda explicou a importância de receber visitas de instituições de todo o mundo no Tecnosinos e de criar novas parcerias com diferentes países. “Isso faz com que o nosso nome seja reconhecido internacionalmente, mas especialmente cada empresa que está aqui sediada, leva consigo a experiência de estar no Tecnosinos e isso faz com que novos laços se criem”, destacou.



Após a reunião, a delegação visitou o todo o parque e a HT Micron, fábrica coreana de semicondutores. A comitiva destacou a importância de conhecer os negócios de sucesso no país para poder entrar no mercado. “Fazer parcerias com empresas brasileiras e depois entrar no Brasil é um fator muito importante para fazer sucesso”, ressaltou Alexander Lee, gerente assistente da Kita.


Sobre a Kita

A Korea International Trade Association foi criada em 1946, com o objetivo de avançar a economia coreana através do comércio. É a maior organização de negócios na Coreia, com mais de 72 mil empresas associadas, e representa os interesses dos comerciantes mundiais sul-coreanos. Com uma rede amplamente estabelecida de 11 escritórios locais e oito filiais no exterior, a Kita consolidou sua posição como uma instituição empresarial líder, dedicada a ajudar as pequenas e médias empresas a ganharem entrada no mercado estrangeiro. A contribuição se traduz nos números: hoje a Coreia do Sul tem 1 trilhão de dólares em volume de comércio.


Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links