.Universidade

06/04/2009 · 01:15
Os direitos iguais se tornaram realidade?
Questionamento da reportagem da capa de Magis marca a abertura, ainda maior, da segunda edição a temas em pauta da sociedade
Tamanho da Letra
Texto: Da Redação
Imagens: Renata Stoduto

Nascida com o objetivo de promover o debate sobre temas em pauta na sociedade, Magis chega a sua segunda edição transcendendo ainda mais os limites da Unisinos – do Rio Grande do Sul e até mesmo do país –, trazendo assuntos que fazem parte da vida de todos nós. Com tiragem de 5 mil exemplares, a revista da Unisinos também conta com uma versão eletrônica, que pode ser conferida por todos os interessados no site www.unisinos.br/magis.


Na capa, a publicação não poderia deixar de contemplar um acontecimento que serviu de divisor de águas na história do século 21: a eleição o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, a nação mais poderosa do mundo. Mas Magis foi além de simplesmente retratar o clima que rondava aquele país às vésperas da posse de Barack Obama e o valor histórico daquele momento: foi ouvir pesquisadores de diferentes instituições e áreas para entregar uma matéria de seis páginas, que, em profundidade, aborda o tema sob um novo ângulo. Será que o sonho de Martin Luther King, de direitos iguais para todos os cidadãos, independentemente da cor da pele de cada um realmente se tornou realidade? Estamos mesmo menos racistas?

A temática sobre direitos humanos, tão presente nos dias atuais, em que assistimos a guerras raciais e atrocidades contra minorias, não se exaure na reportagem de capa. Ela está presente na matéria Novos caminhos, que apresenta o trabalho realizado pela ONG Serviço Jesuíta a Refugiados, no longínquo Sudão, e pelo Programa de Reassentamento Solidário da Associação Antonio Vieira, aqui no Vale do Rio dos Sinos. A aceitação da diversidade humana, sonho de MLK, está, da mesma forma, no bojo da entrevista exclusiva com Colum Sales Murphy, presidente da Geneva School of International Relations, parceira da Unisinos no curso de Especialização em Relações Internacionais e Diplomacia.

Mas esta edição não se limita a pautas sobre cidadania. Magis também mergulhou na cada vez mais intensa preocupação sobre o futuro do planeta, para mostrar, na matéria O princípio ativo da natureza, pesquisas em desenvolvimento nos laboratórios da Unisinos e no do Massachusetts Institute of Technology, nos Estados Unidos. Aliás, a forma pela qual essas descobertas devem ser levadas ao público massivo, por meio do jornalismo, é tema da matéria Ciência para leigos.

Atual e contemporânea, a publicação reconhece a arte que reinventa a paisagem urbana, a street art, e revela o crescimento de uma área de entretenimento que está batendo a indústria cinematográfica: a dos jogos digitais. E, em termos de estar antenada às novidades, tem mais: na matéria Qual é o seu 1%?, Magis apresenta cinco novas tribos, que prometem influenciar grandes mudanças de comportamento.  


Além de informar, a revista dá água na boca e enche os olhos. Em O imaginário do Lago Ness, um ensaio fotográfico do local que abrigaria o lendário monstro inspira uma reflexão sobre a natureza da fotografia. Depois de mostrar como a gastronomia reflete a estética, os hábitos e a cultura dos povos, a matéria Apetite da alma provoca a salivação com a receita do frango em crosta de pimentas ao perfume de brandy.  



Da mesma forma que os conteúdos, abordados através de uma linguagem cuidadosa e atraente, a identidade visual é elegante e contemporânea, muito atenta às tendências internacionais de design gráfico. Tudo para que vocês possa surpreender-se e deleitar-se ao folhar as páginas da revista. Clique aqui e tenha uma boa leitura!


Mais Notícias

09/01/2013 · 10:50
Pense fora da caixa
09/11/2012 · 16:14
Lá fora
23/10/2012 · 14:38
Alcance mundial
07/08/2012 · 09:08
Pensamento libertário
12/07/2012 · 21:04
O céu de cada um
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links