.Universidade

14/01/2014 · 15:20
Cursos de Verão
Quando a qualificação é maior, concorrência diminui e oportunidades aumentam
Tamanho da Letra
Texto: Pâmela Oliveira
Imagens: Aline Spassini

Na época em que a maioria das pessoas só pensa em praia, aquelas que decidem voltar à sala de aula podem tomar a dianteira na acirrada competição do mercado de trabalho. O tempo livre do período de férias é incentivo para os profissionais colocarem conhecimentos em dia, repararem vícios e encontrarem novas informações – tudo para investir na carreira e conquistar a tão sonhada posição de destaque.

De acordo com a coordenadora do MBA em Gestão de Recursos Humanos da Unisinos, professora Elenise Rocha, os cursos de verão podem ser bastante proveitosos principalmente para quem concilia a vida acadêmica com a profissional. Nas férias, aquelas opções de aperfeiçoamento que demandam viagens, inclusive para o exterior, são mais simples de se realizar e, em geral, não comprometem as demais ocupações.





Para Elenise, um currículo que apresenta vários cursos dentro do período de um ano é indicador de que a pessoa possui vontade de aprender. “Alguns profissionais ficam 10 anos em uma empresa e realizam apenas 10 cursos. É nítida a diferença daquele que se qualifica mais”, diz a docente, lembrando que quem passa por capacitações convive mais com outras instituições e especialistas. Desse modo, acaba trazendo ideias novas para sua própria realidade.

Mas ela adverte: antes de começar qualquer curso, é importante verificar se a organização promotora é séria, reconhecida no mercado, se oferece certificado e se conta com tutores para sanar dúvidas. “Existem muitos cursos bons, sobretudo os fornecidos pelas universidades e centros de treinamentos renomados. Porém, existem sim empresas que prometem cursos rápidos e que, no fim, entregam apenas uma apresentação no PowerPoint para o aluno ler.”

Questão de atitude

“Infelizmente algumas pessoas ainda não se deram conta de que a empresa não é responsável pela carreira dos colaboradores. O funcionário é que é, logo, sua qualificação depende de si mesmo”, acredita Elenise. Segundo a especialista, a disposição para fazer cursos nas férias deriva de objetivos pessoais e profissionais. "Se você quer ter um diferencial, tem que ter atitude e buscar a diferença. Às vezes, isso pode representar o sacrifício de alguns dias, mas sempre digo que, se você se dedicar um pouco agora, colherá frutos em seguida.”

Pensando nisso, algumas empresas oferecem, elas mesmas, cursos de capacitação para seus colaboradores. Uns são obrigatórios para todos, outros, específicos para determinados setores – e podem ser feitos durante o expediente. Certas áreas, inclusive, como legislação, escrita fiscal e contabilidade, requerem atualização constante. “São áreas em que as leis mudam frequentemente. Um erro por falta de atualização pode gerar grande prejuízo para a empresa e para o profissional”, explica a professora.

Agora que o ano está recém começando, importante lembrar que capacitação é sinônimo de espírito de aprendizagem. “Todo profissional que busca qualificação está disposto a adquirir novas informações e possui mente aberta para mudanças”, afirma Elenise. Isso inclui até quem ainda não está trabalhando. Para essas pessoas, a oportunidade de fazer cursos rápidos pode ajudá-las a decidir em que área atuar, a perceber como funcionam os processos das empresas e a prepará-las para desafios futuros. “Lembrando que o conhecimento só tem valor se você aplicá-lo. Guardar conhecimento na gaveta não tem valor algum”, finaliza.

Aproveite a época e conheça os cursos de verão da Unisinos.


Mais Notícias

03/06/2014 · 16:27
Cursos de Inverno
30/05/2014 · 16:40
Profissão nutricionista
20/01/2014 · 14:33
Além da tradução de números
27/11/2013 · 16:02
Enfermagem por todos os lados
21/11/2013 · 18:39
Cursos de verão
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links