.Universidade

15/03/2013 · 12:14
Conexão mundial
Comitê Pró-Aeroporto Internacional 20 de Setembro foi criado em 14/3. Padre Marcelo Fernandes de Aquino é o presidente
Tamanho da Letra
Texto: Pablo Furlanetto
Imagens: Pablo Furlanetto

Uma região que almeja competir com outros mercados, e se tornar referência, precisa contar com uma infraestrutura que colabore para que esse objetivo seja alcançado. E num mercado global, as relações não se restringem mais à terra natal. As empresas do Rio Grande do Sul têm relações consolidadas com companhias de outros países, que devem se estreitar cada vez mais. E como o meio de idas e vindas é o aeroporto, se torna necessária a ampliação de nossa capacidade aeroviária. Ainda mais que, em 2012, o Aeroporto Internacional Salgado Filho, de Porto Alegre, ficou em terceiro lugar no número de passageiros internacionais, perdendo apenas para o de Guarulhos, São Paulo (primeiro), e Galeão, Rio de Janeiro (segundo). E que a perspectiva para 2040 é de 18 milhões de pessoas saindo e chegando ao RS pelo ar.




Para não deixar que o estado desacelere o ritmo do seu desenvolvimento, na noite de 14/3 se reuniram, no Velopark de Nova Santa Rita, mais de 200 líderes políticos e empresariais, da região metropolitana e vales do Sinos e do Taquari, para a criação do Comitê Pró-Aeroporto Internacional 20 de Setembro, que deverá ser construído entre os municípios de Nova Santa Rita e Portão. A iniciativa já vinha sendo articulada há três anos por um grupo de voluntários, coordenado pelo presidente do Conselho de Acionistas do Grupo Sinos, Mario Gusmão, que, junto com o professor da Faculdade de Ciências Aeronáuticas da PUCRS, Elones Ribeiro, fez aos presentes uma apresentação sobre a importância da obra.

Reitor presidente

Na ocasião, também foi escolhido o presidente que vai encabeçar as ações do comitê. Por aclamação, o reitor da Unisinos, padre Marcelo Fernandes de Aquino, foi o nomeado. A universidade será, a partir de agora, o local das reuniões do grupo, que vai buscar investimentos para viabilizar a construção do aeroporto. “Não tenho ambição política e de holofotes. Meu coração ama o Rio Grande do Sul e vou dar o melhor de mim”, disse Aquino. O reitor destacou que a estrutura do estado passa pelo desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação, e que é preciso estar preparado para dar conta disso e de satisfazer os anseios da próxima geração, que será de “cidadãos globais”.




Por que ter um novo aeroporto?

O projeto do 20 de Setembro é de grandes proporções. O aeroporto, depois de concluído, será o segundo maior do Brasil, atrás apenas do de Brasília. O tamanho do terreno onde ele será construído foi declarado de utilidade pública pelas prefeituras de Nova Santa Rita e Portão e tem 25 quilômetros quadrados. Isso representa uma área seis vezes maior que a do Aeroporto Internacional Salgado Filho, de 3,8 quilômetros quadrados.

Os defensores da obra se baseiam em dados que comprovam a necessidade. Em 2030, por exemplo, o Bric (sigla para Brasil, Rússia, Índia e China, que se destacam como países em desenvolvimento) representará 55% da economia mundial. Hoje, os 25 aeroportos que têm maior aumento de movimento estão nas nações do grupo.





Confira outras referências:

- Em 2015, o Brasil deve ser a sexta economia do mundo;
- Se o Rio Grande do Sul fosse um país, com o PIB que teve em 2011 seria a 56ª economia mundial;
- O aeroporto terá, inicialmente, duas pistas de 3.200 e 2.700 metros, que serão separadas por 1.050 metros. Isso permite que sejam realizados, simultaneamente, pousos e decolagens;
- Os voos serão de rota polar, indo direto do Rio Grande do Sul para Nova Zelândia e Austrália, por exemplo;
- O aeroporto ficará a oito quilômetros do Tecnosinos.

Para que a obra se concretize, falta ainda a definição de onde virão os recursos (governo e/ou iniciativa privada).


Leia o que algumas das autoridades presentes no evento de 14/3 falaram sobre a importância do comitê e do projeto do Aeroporto Internacional 20 de Setembro:

Padre Marcelo Fernandes de Aquino, reitor da Unisinos
“Estou representando a Unisinos na participação da construção de um grande projeto. O Rio Grande do Sul vai se tornar um cluster de alta tecnologia e o aeroporto vem ajudar. Será o portal entre Brasil e Ásia.”

Ronaldo Zulke, deputado federal (PT/RS)
“É uma forte demonstração das lideranças políticas do estado, que querem um segundo aeroporto. Esperamos que isso contribua para sensibilizar o conjunto da opinião pública e, especialmente, os governos estadual e federal, para que nós possamos concretizar esse sonho. O Salgado Filho tem suas limitações e nós precisamos, desde agora, nos preparar para esse crescimento da demanda que acontece ano após ano. Felizmente, estamos vivendo um momento muito positivo da economia brasileira, do desenvolvimento do nosso país, que cresce, gera empregos, renda e, consequentemente, a circulação de mais produtos e passageiros. Por isso, mais um aeroporto internacional é fundamental.”

Lucas Redecker, deputado estadual (PSDB)
“O momento é uma das etapas iniciais. Já começou com o projeto sendo desenvolvido, com a busca de apoio de prefeitos, deputados, dos governos e entidades, que eu acho que é o mais importante. Acima de tudo, é fundamental que a comunidade se integre ao projeto. E eu vejo que ela está bem integrada e sabe da importância dele. O que nós estamos aguardando, e devemos ter muita pressa, é a agilização dos governos, tanto estadual quanto federal, em tirar do papel o nosso Aeroporto Internacional 20 de Setembro, porque trará muitos benefícios para o Rio Grande do Sul e Sul do Brasil, fazendo com que essa região tenha um polo logístico de moldes internacionais dos grandes países que conseguem viabilizar a sua carga para os lugares mais distantes. E além do polo logístico, nos tornarmos um polo rodoviário e ferroviário, e até um distrito industrial, pois temos disponíveis 2.500 hectares. Agora, essa obra já nasce atrasada. Nós devíamos estar com ela adiantada, como é a maioria das obras de grandes necessidades.”

Caleb de Oliveira, secretário da Infraestrutura e Logística do Estado
“É uma excelente iniciativa da comunidade, que nós só temos que saudar. Evidentemente, estaremos integrados no que o governo do estado puder contribuir. Nós temos uma posição muito firme de que é necessária uma nova infraestrutura aeroportuária na Região Metropolitana. A Secretaria de Infraestrutura possui na sua estrutura o Departamento Aeroportuário do Estado, que tem gente técnica e qualificada que entende que a melhor localização é, de fato, essa. Nós estamos aguardando o próximo passo que precisa ser dado, que é a Aeronáutica definir se de fato é isso, se a área é essa. “  

Paulo Paim, senador (PT/RS)
“Essa unidade de todas as forças vivas do Rio Grande em cima da construção do aeroporto é um passo fundamental para que a gente não entre dividido na caminhada. Embora ela vem se dando já há um tempo e só vemos pessoas se somando em todos os segmentos, empresarial, trabalhadores, intelectuais, enfim, não tem quem não seja a favor do investimento. O próprio governo do estado já demonstrou todo o apoio. O momento é esse, a oportunidade é agora, todos temos que nos mobilizar para que o fato se torne realidade.”

Margarete Simon Ferretti, prefeita de Nova Santa Rita (PT)
“É de fundamental importância a instalação do Comitê Pró-Aeroporto Internacional 20 de Setembro. A nossa expectativa pela construção é imensurável, porque acreditamos que vai revolucionar a nossa região, porta de entrada da capital. Um aeroporto instalado aqui vai representar muito. Nós estamos estudando o nosso plano diretor, para adequá-lo à nova realidade.”


Mais Notícias

27/05/2013 · 13:25
Sintonia
04/04/2013 · 17:59
Rumo a Brasília
22/03/2013 · 14:32
Para sair do papel
02/09/2011 · 09:50
Novo aeroporto para o RS
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links