.Universidade

15/10/2013 · 17:34
Tempo bom
Trinta anos depois, arquitetos se reencontram para lembrar época da formatura
Tamanho da Letra
Texto: Marina M. Corte
Imagens: Rodrigo W. Blum

 
Assista ao vídeo do encontro, feito pelo JuOnline.
 
 
Eles estavam espalhados pelo mundo, há 30 anos sem se ver. No sábado (12/10), a espera terminou: mais de 100 arquitetos, formados em 1983 pela Unisinos, se reuniram para matar a saudade dos colegas de faculdade e dos professores queridos.
 
A reunião começou às 10h, no restaurante Fratello do campus São Leopoldo da universidade. O ambiente estava todo decorado com o número 30 e muitas flores. Na trilha sonora, rock clássico. Os convidados que chegavam eram recepcionados por uma faixa que dizia: “Enfim nos reencontramos!”.
Newton Schüler, idealizador do evento, nem conseguiu dormir na noite anterior. “Estávamos preocupadíssimos que tudo desse certo”, contou, resumindo o sentimento de toda a equipe organizadora. “A gente só tem o que comemorar, porque é difícil reunir tanta gente que estava escondida por aí.
 
Alguns professores também estiveram presentes, como Tânia Torres Rossari, que ficou encantada com o convite: “Foi uma emoção extraordinária. Eu não poderia imaginar que ficaria tão emocionada como estou”. Tânia destacou a raridade de encontrar um grupo de ex-alunos tão unido. Ela, no entanto, estava preocupada se, passadas três décadas, iria reconhecer os ex-alunos e ser reconhecida por eles. “Agora que cheguei aqui, estou pensando que isso não tem tanta importância”, disse. “O importante é, realmente, o congraçamento, a gente poder, lentamente, ir reconhecendo as pessoas, e as lembranças começam a aparecer.
 
Educados para o mundo
 
A Unisinos é como uma verdadeira mãe, que ensina e solta os filhos para a vida”, disse a egressa Jane Fedrizzi. Mais que uma analogia, essa frase contém muita verdade. Há formandos de 1983 vivendo em Santa Catarina, Paraná, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo e até em outros países, como Ilda Maria Monteiro Kisslinger, que mora há 21 anos em Melle, na Alemanha, e Maria Ireni Coutinho Marques, que vive há 20 anos em Washington, nos Estados Unidos.
 
Quando recebi a notícia de que estavam organizando a festa aqui na Unisinos, minha resposta foi imediata: eu vou”, lembrou Ilda. “É um prazer enorme rever tantos colegas. A gente se olha e se reconhece.” Maria Ireni também adorou a ideia. “Assim que eles me localizaram, eu disse que não iria faltar”, relatou. “Achei ótimo ver o que todo mundo está fazendo e saber dos filhos.” Para ela, ter vindo do exterior faz o reencontro ter um gosto todo especial: “Quando a gente sai do país, larga tudo e recomeça. Depois de 30 anos, voltar e ver todos é muito legal”.
 
Mudanças
 
Trinta anos mudam muita coisa, mas a essência permanece. O egresso Vitor Dall’Onder lembra que o primeiro semestre de curso foi ainda na antiga sede, no centro de São Leopoldo. “Nós fomos a turma que começou junto com a universidade”. Para ele, a Unisinos evoluiu estruturalmente, está renovada, mas a essência foi mantida. “Consigo enxergar isso através do trabalho do meu filho, que está vivendo o hoje da universidade.
O filho é Franco Vaz Dall’Onder, que recentemente voltou da Austrália, para onde foi pelo programa Ciência sem Fronteiras. “Ver o meu pai aqui, com os colegas dele, é pra mim uma grande emoção”, disse o aluno de Arquitetura da Unisinos. “Também quero ter a oportunidade de viver isso.
 
Gravado para sempre
 
“Na data de hoje, comemoraram o aniversário de 30 anos de sua formatura, nas dependências desta universidade, os arquitetos acima relacionados. São Leopoldo, 12 de outubro de 2013”, diz a placa comemorativa ao encontro, que foi descerrada, também no sábado, no prédio 6A da Unisinos.
Quem puxou o tecido azul que a encobria foram as professoras Vera Lucia Dutra Mascarello e Sonia Mascarello. Sonia foi convidada a discursar, emocionando seus ex-alunos, hoje colegas, como fez questão de destacar. “Trinta anos se passaram, mas a expressão dos olhos e o sorriso de vocês ficaram gravados, porque eu reconheci a todos”, relatou. “Que continuem, por muitos e muitos anos, sendo estas pessoas maravilhosas que vocês são, por conseguirem se reunir depois de 30 anos. Isso é muito amor, muito coleguismo. Parabéns.
 
Assista ao vídeo do encontro, feito pelo JuOnline.

Mais Notícias

07/05/2014 · 15:20
Design brasileiro em NY
03/01/2014 · 18:30
Da obra à decoração
10/10/2013 · 14:09
Para matar a saudade
19/11/2012 · 15:31
Por cidades planejadas
30/05/2012 · 14:20
A obra e arte de Felizardo
Buscar
Edições Anteriores
Assine a Newsletter

Voltar
Rodapé - Links