.Vestibular

22/06/2013 · 12:05
Igualdade de oportunidades
Unisinos conta com espaços adaptados para a realização das provas do vestibular
Tamanho da Letra
Texto: Michelli Machado
Imagens: Rodrigo W. Blum

Proporcionar as mesmas oportunidades para todas as pessoas. Essa é uma das intenções da Unisinos, que desde 1999 conta com um trabalho de inclusão. Entre as iniciativas desenvolvidas na busca pela acessibilidade está o Laboratório Adaptado de Informática (LAI), destinado aos estudantes com deficiência – visual e auditiva. O espaço oferecido aos alunos mostra como a universidade está engajada na ideia de apoiar todos os estudantes na melhoria da rotina acadêmica por meio de materiais adaptados.


O ingresso de pessoas com deficiência no ensino superior tem aumentado cada vez mais. Hoje o número de alunos da Unisinos que vive essa realidade soma 102 estudantes, matriculados em diversos cursos de graduação. “A missão da universidade é ser inclusiva e nós estamos trabalhando nesse sentido, embora ainda seja preciso avançar nesse processo”, explicou Cleonice Rocha, uma das integrantes da comissão do vestibular que atende ao público com deficiência.




Entre os candidatos, o curso mais procurado foi da área das engenharias, seguido por Educação Física. Outras graduações escolhidas foram Direito, Jornalismo, Biologia, Letras e Psicologia. Nesse processo seletivo são 20 os vestibulandos com deficiência de vários tipos – visual, auditiva, física. Para facilitar a realização das provas, alguns alunos recebem tratamento individual e provas especiais. “Hoje temos um aluno fazendo prova oral e outro com fonte ampliada”, contou Cleonice.



Voltar
Rodapé - Links